Programação

Data

Sábado, 02/2/2013 8:00 às 18:00; e domingo, 03/2/2013 8:00 às 13:00.

Horário

Haverá várias atividades (Palestras e Dinâmicas), oportunidades para perguntas e intervalo para café e socialização.

 Sábado, 2/fevereiro/2013  Domingo, 3/fevereiro/2013
08:00 - 08:20 Recepção
08:30 - 09:30 Palestra/Dinâmica
09:30 - 10:45 Palestra
10:45 - 11:15 
Café e Socialização
11:15 - 12:45 Palestra/Dinâmica
12:45 - 14:15 Almoço livre
14:15 - 16:00 Palestras
16:00 - 16:30 Café e Socialização
16:30 - 17:45 
Palestra/
Dinâmica

17:45 - 18:00 Perguntas
18:00              Encerramento do dia
08:00 - 08:20 Recepção
08:30 - 09:15 Palestra
09:15 - 10:30 Palestra
10:30 - 11:00 Café e Socialização
11:00 - 11:30 
Dinâmica
11:30 - 12:30 Palestra
12:30 - 13:00 Perguntas

13:00              
Encerramento do Seminário

TEMAS

1.  Matrimônio: “eu te recebo ... por todos os dias da minha vida”

Nesta palestra, enfocam-se os elementos integrantes do matrimônio: unidade, fidelidade, doação mútua, fecundidade e indissolubilidade.

2.  As linguagens do amor

No processo de comunicação dos cônjuges devem-se evitar a comunicação imperfeita e os comportamentos que geram incomunicação. Apresentaremos características comportamentais que enriquecem o convívio diário e estabelecem uma linguagem rica e de qualidade entre os cônjuges.

3.  Conhecer-se e conhecer o cônjuge: o coração da comunicação não verbal

Por que somos tão diferentes e por que o jeito de ser de cada um, que ontem nos fez enamorar-nos, hoje parece conter traços que nos irritam? Mudamos esse nosso jeito, ou apenas o jeito como nos vemos? Estamos crescendo ou nos caricaturando?

4.  Comunicação conjugal: "não era para ser mais fácil?"

Ouvem-se frequentemente as queixas deles: “Por que ela é tão confusa?” e delas: “Por que ele não consegue entender coisas tão simples?” Abordam-se aqui o fascinante tema das diferenças entre homens e mulheres e o seu impacto na comunicação entre eles, e apontam-se diversas formas de comunicação defeituosa que vão destruindo canais de interação.

5.  Comunicação e percepção das manifestações de afeto

No matrimônio, a dinâmica do dar, que opõe-se ao egoísmo, e a do receber, que opõe-se ao orgulho, são vitais para o enriquecimento do amor conjugal. Para tanto, é necessário que o par transmissor–receptor das manifestações de afeto esteja bem sintonizado.

Quais as necessidades do meu cônjuge e como eu as satisfaço? Quais as minhas necessidades e como permito que meu cônjuge as satisfaça?

6.  Lidando com as interferências externas

São descritas formas de se criar um ambiente agradável com a família estendida, sem perda da autonomia e atitudes pró-ativas na delimitação do entorno familiar. Apresentamos possíveis posicionamentos do casal diante de críticas frequentes, de conselhos não solicitados e de chantagens emocionais.

7. Perfis financeiros e seu impacto na comunicação

Identificam-se causas das diferenças de visões do casal sobre questões financeiras, aborda-se a necessidade de planejamento e a unificação de projetos pessoais e familiares.

8. Atitudes construtivas no matrimônio

Descrevem-se formas de comunicação verdadeiramente construtivas para um relacionamento conjugal em que as diferenças de opinião sejam fonte de construção de consenso: nas tomadas de decisões, no estabelecimento de projetos conjuntos e na resolução de conflitos. Tratam-se também do compartilhamento dos sentimentos, e do crescimento em valores comuns.

9. A linguagem do corpo

Para que se entenda o abraço conjugal livre, total, fiel e fecundo como comunicação genuína de amor no matrimônio, apresentamos o significado esponsal do corpo e o chamado a viver a entrega de si pelo bem do outro. Descrevemos a  linguagem do corpo e como esta renova os votos matrimoniais.